Loading...

MT registra aumento no valor da arroba produzida

23/07/2020

O principal fator para tal aumento é relacionado à valorização dos preços no mercado de reposição, ligado ao cenário cíclico de restrição da oferta de animais.

O boletim da pecuária de corte divulgado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) nesta terça (21) mostra que os custos operacionais (CO) do sistema de cria subiu apenas 0,24% no comparativo com o trimestre anterior. No sistema de ciclo completo, foi registrada queda de 1,78%, fechando os valores da arroba em R$ 126,45/@ e R$ 116,49/@, respectivamente.

O instituto observa que para o sistema de recria-engorda o movimento foi contrário: houve alta no período de 6,68%, fechando o trimestre em R$ 158,69/@.

O avanço expressivo desse sistema esteve atrelado, principalmente, ao desembolso com a aquisição animal. Este item representou 60,99% do CO e subiu 12,39% no trimestre.

O principal fator para tal aumento é relacionado à valorização dos preços no mercado de reposição, ligado ao cenário cíclico de restrição da oferta de animais.

Para o bezerro de ano e de desmama, por exemplo, as altas no comparativo trimestral foram de 7,30% e 6,57%, respectivamente.

De acordo com o presidente da Acrimat, Oswaldo Ribeiro, “o estudo veio demonstrar o que já vínhamos sentindo na prática, um aumento dos custos do valor da arroba produzida, principalmente pela pouca oferta e os valores elevados dos animais de reposição”.

Fonte: Ascom/Acrimat